Recomendações

RECOMENDAÇÕES DIVERSAS
Atenção: Use argila com o acompanhamento de um geoterapeuta que pode orientá-lo como fazer em casa.

DURAÇÃO DO TRATAMENTO
O primeiro tratamento com argila durará três semanas, depois interromper-se-á durante uma semana. O tratamento será depois retomado e poderá ser prosseguido durante meses. Em casos graves, pode fazer-se continuamente 3 semanas de tratamento e uma de descanso. Após esta semana de descanço pode-se continuar o tratamento por meses.

É CONVENIENTE ADOTAR UM REGIME ALIMENTAR NATURAL
Uma cura total requer não apenas a utilização da argila, mas a adoção de um modo de alimentação que se harmonize com as leis naturais.

CUIDADOS SE HÁ HIPERTENSÃO
A argila enriquece o sangue e por isto é preferível não tomar em quantidade se a tensão arterial é elevada, o mesmo ocorre quem tem prisão de ventre .
Neste caso deve-se tomar uma ou duas pitadas por dia, na água, não ultrapassando duas colheres de café por semana.

ARGILA QUENTE OU FRIA
Se a cataplasma é aplicada sobre uma parte inflamada, febril ou congestionada, deve refrescar. Mas se é aplicado com o fim de tonificar ou revitalizar, deve aquecer.
A argila não deve ser aquecida duas vezes o melhor método é banho maria.

REUTILIZAÇÃO
A argila não deve ser reutilizada depois do tratamento, já que ela tem a propriedade de absorver as substâncias tóxicas do organismo.

O QUE FAZER EM CASO DE INCÔMODO
Em princípio, uma aplicação de argila não deve ocasionar nenhum transtorno ou sensação desagradável.

Se uma cataplasma aplicada sobre um abscesso ou furúnco ficar muito seca e quente após uma meia hora, deve-se trocá-la sem esperar que termine a hora.

Se a cataplasma colocada sobre a coluna vertebral proporcionar uma sensação de frio, mesmo que tenha sido aplicada quente há pouco tempo, não deve ser deixada toda a noite, mas sim retirada imediatamente e substituída.

Quando a aplicação se efetua sobre uma parte febril ou sobreaquecida, é necessário interrompê-la antes que a argila fique demasiado quente; e se a aplicação tiver por fim vitalizar, portanto aquecer, é necessário interrompê-la antes que a argila fique fria

Efeitos terapêuticos A argila auxilia na regeneração de tecidos lesados, na forma de emplasto, aplicado na temperatura ambiente, também trata lesões recentes e entorses, devido a sua ação antiinflamatória.

Nos casos de lesões crônicas articulares com rigidez ou cólicas renais, recomenda-se fazer um cataplasma, com temperatura em torno de 40 graus.

A ARGILA SERVE DE INDICADOR
A argila está quase sempre seca no momento em que se retira, se tiver êxito o nosso objetivo terapêutico.

Neste caso, o cataplasma retira-se facilmente deixando um mínimo de argila aderente à pele.
Se houver dificuldade em retirar a cataplasma, deve fazer-se correr um pouco de água tépida entre a argila e a pele e depois raspar as partículas de terra que restarem na pele, lavando com água fresca ou fria, sem sabão. Nunca se deverá empregar álcool nem água de colônia.

NÃO APLICAR AO MESMO TEMPO SOBRE DOIS ÓRGÃOS VITAIS
Tendo em conta o poder de ação de argila, as reações que determina e a energia que liberta, devemos abster-nos também de a aplicar simultaneamente sobre dois órgãos importantes.

APÓS INICIADO, O TRATAMENTO DEVE SER CONTINUADO ATÉ AO FIM
É portanto necessário não empreender as aplicações se não se tiver à certeza de as poder continuar.

REACÇÕES PRÓPRIAS AO INÍCIO DO TRATAMENTO
Há grande probabilidade de se registar, no início do tratamento, uma aparente recrudescência da doença, a qual corresponde a uma reação curativa e benéfica (quase sempre presente nos tratamentos naturais). A argila exerce uma poderosa ação de drenagem e atrai todas as substâncias impuras, ou seja, inicia um processo de limpeza orgânica geral. O esforço de encaminhamento das toxinas do corpo para o local de tratamento, faz parecer que o mal se agravou. Evita-se este “estrondoso” aparato se fizermos preceder o tratamento geotrópico externo de tisanas laxativas, associado a alimentação de frutas, verduras e cereais e ingestão de água argilosa por via bocal, durante cerca de dez dias. Isto não é absolutamente necessário, mas facilita.

CUIDADOS COM A ARGILA JÁ UTILIZADA
Deve jogar fora a argila depois de usada, porque está desvitalizada e intoxicada com a absorção efetuada no organismo.

A ARGILA USO INTERNO:
Para uso interno, a argila deve possuir uma granulometria muito pequena e ser completamente isenta de microorganismos patogênicos. Pode-se também usá-la internamente em forma de gargarejos misturada à água, irrigações e lavagens. é muito eficaz para o aparelho digestivo, principalmente nos tratamentos de diarréias crônicas ou agudas, úlceras, anemias, colites, hemorragias, feridas, dermatoses, alguns tipos de reumatismos e intoxicações.

Ela pode ser encontrada para a venda em forma de cápsulas, comprimidos ou em saco de quilo.

A ARGILA USO EXTERNO:
Pode ser aplicada no corpo todo ou somente em partes específicas.As argilas podem ser usadas em banhos, máscaras e cataplasmas. Pode usa-lo como pó higiênico para os pés, ungüentos e na limpeza dos dentes, é eficaz também nos problemas decorrentes da má circulação como dores, artrite, artrose, inchaço e outros.

As cataplasmas devem ser usadas no tratamento de edemas, picadas de insetos e distensões musculares. Os banhos são indicados para aliviar a tensão e fadiga muscular, insônia e má circulação. As máscaras são muito usadas em tratamentos estéticos para eliminar toxinas, limpar, amaciar, dar brilho e tonificar a pele.

 

851 total views, 1 views today